Arquivo do mês: março 2012

10 Conselhos para um novo escritor


Drummond, seu danado

1. Não acredite em originalidade, é claro. Mas não vá acreditar tampouco na banalidade, que é a originalidade de todo mundo.

2. Não fique baboso se lhe disserem que seu novo livro é melhor que o anterior. Quer dizer que o anterior não era bom. Mas se disserem que seu livro é pior que o anterior, pode ser que falem verdade.

3. Procure fazer com que seu talento não melindre o de seus companheiros. Todos têm direito à presunção de genialidade exclusiva.

4. Aplique-se a não sofrer com o êxito de seu companheiro, admitindo embora que ele sofra com o de você. Por egoísmo, poupe-se qualquer espécie de sofrimento.

5. Sua vaidade assume formas tão sutis que chega a confundir-se com modéstia. Faça um teste: proceda conscientemente como vaidoso, e verá como se sente à vontade.

6. Opinião duradoura é a que se mantém válida por três meses. Não exija maior coerência dos outros nem se sinta obrigado intelectualmente a tanto.

7. Procure não mentir, a não ser nos casos indicados pela polidez ou pela misericórdia. É arte que exige grande refinamento, e você será apanhado daqui a dez anos, se ficar famoso; se não ficar, não terá valido a pena.

8. Se sentir propensão para o gang literário, instale-se no seio de uma geração e ataque. Não há polícia para esse gênero de atividade. O castigo são os companheiros e depois o tédio.

9. Evite disputar prêmios literários. O pior que pode acontecer é você ganha-los, conferidos por juízes que o seu senso crítico jamais premiaria.

10. Leia muito e esqueça o mais que puder. Só escreva quando de todo não puder deixar de fazê-lo. E sempre se pode deixar.

Vi no papodehomem.com.br

1 comentário

Arquivado em Literatura

Câmara Brasileira do Livro promove concurso de teses científicas

Agência FAPESP – A Câmara Brasileira do Livro (CBL) recebe até o dia 10 de abril inscrições para um concurso de teses científicas. Os vencedores terão oportunidade de expor sua produção na terceira edição do Congresso Internacional CBL do Livro Digital, que será realizado em São Paulo nos dias 10 e 11 de maio.

Os trabalhos deverão abordar um dos seguintes temas: “Novos modelos de negócios relacionados aos livros digitais”; “Aspectos de usabilidade de leitores digitais (e-readers)”; “Bibliotecas Digitais”; “Aspectos educacionais dos livros digitais”; “Direitos autorais e Copyright”; “Marketing do livro digital”; “Redes sociais e livros digitais”; “O novo papel do editor”.

Os dois primeiros colocados receberão prêmio em dinheiro, terão os trabalhos publicados na Revista de Gestão da USP e espaço para apresentar suas teses para os congressistas.

Realizado pela CBL desde 2010, o evento tem como objetivo discutir tendências do mercado editorial de conteúdo digital. Nesta terceira edição, o tema central será “A nova cadeia produtiva de conteúdo – do autor ao leitor”.

Os modelos de negócios, os aspectos tecnológicos, os direitos autorais e o comportamento do leitor são algumas das questões que serão abordadas por palestrantes brasileiros e estrangeiros.

Nesse contexto, o concurso de teses científicas tem como objetivo estimular a contribuição da academia na definição dos rumos desse novo segmento do mercado editorial no Brasil.

O regulamento completo do concurso e as regras para a inscrição dos trabalhos estão disponíveis no endereço www.congressodolivrodigital.com.br/site/trabalhos-cientificos.

Deixe um comentário

Arquivado em Coisas sobre informação, Ensino, Literatura

Cada escritor com sua mania (parte 2)

O jornal argentino La Nacion publicou há um tempo uma matéria divertida, relacionando alguns escritores locais e suas manias na hora de escrever. Manias que também podem ser encaradas como dicas para escritores iniciantes ou em busca de um método. A verdade é que, a julgar pela diversidade de opções, pela total disparidade de hábitos, é melhor cada um desenvolver seu próprio jeito. De qualquer forma, não deixa de ser estimulante ver que gênios como Borges adotavam estratégias simples, quase pueris, como anotar seus sonhos de manhã. E que outros, como o iconoclasta argentino Fogwill, preferem não ter método nenhum, e assim confiar no caos do momento. Dá uma olhada, aqui.

Via Blog da FLIP

Deixe um comentário

Arquivado em Literatura

Acervo digitalizado sobre Nelson Rodrigues

retrato Nelson Rodrigues Nelson Rodrigues digitalizado notas

Está disponibilizado acervo digitalizado sobre Nelson Rodrigues no Centro de Documentação – CEDOC da Funarte. Lá há imagens, resenhas de teatro, comentários e muitas informações sobre a história do dramaturgo. Vale a pena uma visita: Brasil Memória das Artes.

Via Livros e Afins.

Deixe um comentário

Arquivado em Coisas sobre informação, Literatura, Na Biblioteca

Leitura ajuda a melhorar a memória!

 


A neurologista Loreta de Moraes Napp recomenda leitura para seus pacientes saudáveis e que desejam melhorar a memória.

[para] quem (…) quer ter um cérebro saudável, eu recomendo ler. Esse é o melhor exercício que alguém pode fazer com o cérebro. O uso constante da memória a estimula. É como um músculo: quanto mais se usa, melhor funciona. Mas não se deve fazer um uso abusivo da memória. Na hora de dormir, devemos descansar. Cada coisa tem seu momento.

Para ler a entrevista completa cedida ao jornal Zero Hora, clique aqui: Entrevista Loreta Moraes Napp.

Vi no Livros e afins

Deixe um comentário

Arquivado em Amei!!!!!, Coisas sobre informação, Ensino, Literatura